domingo, dezembro 10, 2006

Far away

:)

"Não tentes enterrar a dor. As feridas fecham-se, mas ficam sempre cicatrizes mais ou menos visíveis que voltarão a incomodar quando mudar o tempo, lembrando-te na pele a sua existência, e, com ela, o golpe que as originou. Não há terra nova nem mar novo, a vida que não aproveitaste ficará por aproveitar em qualquer parte do mundo. Estas palavras que repito, li-as em livros. Alguns foram escritos há mil anos, outros publicados há dois, porque, ao fim e ao cabo, tudo o que se escreve acaba por ser uma nota de pé de página de algo escrito antes. Existe apenas um tema, a vida, e a vida é sempre a mesma: uma mesma radiação impregna todo o universo e não está associada a qualquer objecto em particular. Todos os nossos actos, todos os nossos amores, são repetições de outros já acontecidos e, por isso, encontraremos sempre num livro a resposta para alguma das nossas perguntas. O problema reside em que não compreenderemos nada do que está escrito enquanto o não tivermos vivido, de um modo ou de outro, e parece-me que agora, e só agora, começo a compreender frases lidas faz tempo."
(Lucia Etxebarria)














Listening:Beneath the mire, Opeth
O concerto deve estar pra começar e eu em casa :(

1 Comments:

Anonymous roger said...

muitas vezes as respostas estão bem à nossa frente, mas a nossa visão pessimista das coisas faz com k se gere um estado de espirito confuso, a 'casa' é desarrumada de tal maneira k quando queremos sair dessa ñ encontramos a solução em lado nenhum, apenas um conjunto de coisas k inutilmente resolvemos guardar e nada de util nos trazem...

quarta dez 13, 08:19:00 da tarde WET  

Enviar um comentário

<< Home